Veja como fazer o dinheiro multiplicar em 10 dicas infalíveis

Tempo de leitura: 14 minutos

Quer começar 2017 com uma nova realidade financeira? Então esqueça as sementes de romã, roupas amarelas e até mesmo pular as sete ondas. Para saber como fazer o dinheiro multiplicar no ano vindouro, tenha planejamento, esteja atento às pequenas atitudes do dia-a-dia e construa sua prosperidade!

Anotar despesas e receitas é o ponto de partida para qualquer projeto em finanças. Não importa se você deseja alcançar a independência, adquirir algum bem ou apenas sair do vermelho: registre tudo. Somente dessa forma é possível localizar os gastos desnecessários e fazer ajustes essenciais.

Está difícil sobrar dinheiro no fim do mês? Diminuir custos é um fator decisivo para alcançar rentabilidades maiores e bastam simples mudanças na rotina. Além disso, questionar determinadas despesas também é muito importante. Um exemplo disso são as tarifas bancárias.

Você já conferiu, no extrato da sua conta no banco, qual o valor das taxas todo mês? Pois é, na hora de fazer um orçamento muitas pessoas esquecem desse item e pagam por serviços que até mesmo nem utilizam. Essa é uma das 10 dicas infalíveis que quero lhe apresentar no post hoje.

Nesta leitura também abordarei sobre as trocas eficientes que podemos realizar para entender como fazer o dinheiro multiplicar. Dessa forma, eu pergunto novamente a você: Quer realmente começar 2017 com uma nova realidade financeira? Então venha conhecer essas 10 dicas infalíveis!

Dica 1: Fique atento às taxas bancárias

 Como fazer o dinheiro multiplicar_analisar

Tarifa de manutenção, custos com DOC ou TED e anuidades do cartão de crédito são algumas das taxas pagas às instituições financeiras. Acontece que muitos correntistas nem percebem essa despesa; tão pouco sabem que é possível obter uma conta sem vínculo a um pacote de serviços pagos.

Conforme a resolução do Banco Central, de novembro de 2010, todos podem usufruir, sem custo, de itens bancários essenciais, como receber cartão de débito (e 2ª via); dois extratos mensais; consultas pela internet; duas transferências/mês entre contas da instituição e descontar cheques.

O pacote “essencial” pode ser uma ótima alternativa para quem faz transações bancárias mais básicas, o que acredito ser a situação da maioria da população. Para contratar, basta procurar o gerente da sua conta e pedir a alteração imediata. Simples assim.

O único entrave dessa opção de serviços é a não inclusão de transferências eletrônicas como TED e DOC, muito importantes na hora de diminuir os custos, principalmente, se você já é um investidor. Por isso, é essencial pesquisar – bem – antes de optar por um banco, como veremos a seguir.

Dica 2: Calcule gastos anuais com bancos

Como fazer o dinheiro multiplicar-calcular despesas

Atualmente, algumas tarifas bancárias já ultrapassam os mil reais por ano. Em 2016, a maior alta chegou a 32% (veja matéria da Exame.com) e a diferença dos valores é muito grande entre os bancos. O pacote mais caro do mercado, hoje, custa 99 reais por mês, ou seja, R$ 1.188,00 por ano.

Como vimos, tarifas em geral não são explicadas aos correntistas e podem chegar a um alto valor anual conforme a instituição que você escolher. Então atente-se a essa questão, opte por um serviço que esteja de acordo com o seu perfil e negocie as taxas o melhor que puder.

Ninguém gosta de pagar por algo que não utiliza, certo? Mas, para o pequeno investidor, há um outro fator importante: as tarifas para transferência de recursos para outros bancos – DOC e TED. Essas operações podem influenciar bastante na frequência dos investimentos.

Vamos considerar que o custo médio para um DOC é de R$ 8. Em uma aplicação de R$ 100, este gasto equivale a 8%. Bastante, não é? Se em um mesmo mês, houverem dois DOCs (a R$ 8, cada), em um ano, o custo com taxas será maior do que o próprio investimento, num total de R$ 192.

Então, o que fazer agora? A resposta está na dica 3 ; )

Dica 3. Conheça contas alternativas

Conta Digital

Uma maneira muito interessante de diminuir custos e fazer o dinheiro multiplicar é com a abertura de uma conta digital. Essa modalidade é isenta de tarifas desde que as movimentações sejam realizadas por meios digitais, como internet banking, tablets, smartphones e caixas eletrônicos.

Além do saque e depósito funcionarem normalmente, você pode consultar saldos, extratos e realizar pagamentos online; ter gratuidade no cartão de débito – entregue por correio – , em compras no débito, pode fazer DOC e TED Ilimitados (intra e interbancários), entre outros.

As tarifas só serão cobradas em caso de transações feitas no atendimento pessoal, conforme a tabela vigente. Exemplos: Operações feitas presencialmente no caixa do banco, com o gerente ou por telefone; folhas para talão de cheques e questões relacionadas ao cartão de crédito.

Os bancos que oferecem os serviços do pacote digital são o Itaú, com a Iconta, e Bradesco na chamada DigiConta Bradesco. Em ambos os casos,  contratar é muito simples. Basta fazer o pré-cadastro pelo site e, em seguida, levar a documentação na agência mais próxima da sua casa.

Conta Salário

Manter uma conta-salário é outra forma de obter serviços isentos de tarifas e é exclusiva para o recebimento de valores do empregador. Seu uso é mais limitado, mas pode atender bem àqueles que utilizam apenas para realizar até cinco saques no mês e fazer compras no cartão de débito.

Alguns bancos também permitem outras operações sem cobrança, como transferências de quantias via DOC ou TED, mas é preciso checar antes. O usuário não tem direito à talão de cheques e as demais operações são tarifadas, com exceção da portabilidade do salário para uma conta corrente.

Para ter acesso a essa modalidade, é necessário ser funcionário registrado  e a empresa precisa possuir convênio com algum banco. Sendo assim, solicite ao departamento responsável quais as regras para aderir à conta salário e solicite a sua assim que possível.

Conta Corrente

Se você faz constantes visitas à agência bancária e mantém um elevado volume de transações, talvez a melhor opção seja escolher uma conta com um pacote de serviços. No entanto, lembre-se de que os valores das tarifas variam bastante de uma instituição para outra.

Então fique de olho em todos – os menores –  detalhes e prefira a opção mais adequada ao seu perfil. Os bancos são obrigados a divulgar o valor cobrado nas taxas, sendo assim, verifique se está bem claro quais serviços estão inclusos nos pacotes disponibilizados.

Outra tática em potencial aqui, é manter um bom relacionamento com o banco. Negocie, conforme o número de operações mensais, um valor mais interessante para gastar com as tarifas. Grandes clientes sempre possuem facilidades e descontos que devem ser explorados.

Infográfico: Contas por Perfil

Com intuito de melhor exemplificar os tipos de contas por perfil e ajudar você a fazer o dinheiro multiplicar, preparamos esse didático infográfico. Nele você confere quais características melhor se enquadram ao seu estilo na hora de praticar operações bancárias e consegue avaliar a opção que mais lhe atende, entre a conta digital, a conta salário e a conta corrente.

Veja como escolher a melhor conta bancária de acordo com seu perfil:

Como fazer o dinheiro multiplicar-tipos de contas

Dica 4: Cuide das suas finanças

Como fazer o dinheiro multiplicar- cuidar das finançasVamos à 4ª dica infalível? Bem, depois de entender a importância de optar por um banco e tipo de conta adequados a você, é hora de cuidar das finanças. Neste post eu mostro por onde começar para ser um investidor de sucesso; e garantir o essencial na sua vida é um dos primeiros passos.

O que eu quero dizer com isso? Quando você fica em dia com suas obrigações básicas é possível pensar no futuro, pois você sabe que o valor que sobrar do seu rendimento é aquele que poderá usar para o que quiser, sem peso na consciência.

Por isso, controle a ansiedade para poupar primeiro e consumidor depois. Essa é a regra. Avalie a aposentadoria, em viver de investimentos, em como fazer o dinheiro multiplicar e trabalhar por você. Ao adequar os gastos àquilo que, de fato, necessita, você começa atingir a real independência financeira.

Portanto, para cumprir com esse desafio, que é o objetivo de muita gente,  comece a acumular capital para fazer investimentos. Então, atenção aos mandamentos básicos:

  1. Faça um diagnóstico financeiro. Liste todos os seus gastos no papel e saiba para onde vai o seu dinheiro;
  2. Corte gastos mensais ao adotar medidas simples, como apagar as luzes ao sair de um cômodo ou reduzir o plano de celular;
  3. Diminua despesas fixas se não estiver dando conta. Procure pagar menos no aluguel, por exemplo, ou utilize um meio de locomoção mais barato;
  4. Defina quanto vai guardar todo mês e faça isso em 1º lugar. Se as suas economias ficarem com você, o risco de gastá-las é muito maior;
  5. Tenha objetivos, como fazer uma viagem, um curso, ter uma boa aposentadoria, etc. Eles são um estímulo para poupar;
  6. Sempre prefira comprar à vista e peça desconto. Se for preciso parcelar, pergunte se há juros embutidos no valor;
  7. Nunca compre por impulso. Sempre pesquise diversos preços para poder comparar;
  8. Cuidado com os pequenos gastos (cafezinhos, lanches, etc). Assim seu dinheiro vai embora sem você nem perceber;
  9. Corra do cheque especial; e sempre pague o total da fatura do cartão de crédito para não acumular taxas mensais de 10% sobre o restante;
  10. Não espere para começar a poupar, o segredo é adaptar o padrão de vida ao que você ganha.

Dica 5: Tenha organização financeira

Ainda mais desafiador do que manter o planejamento financeiro é  transformar essa atitude em um hábito. Por isso, registrar as receitas e os gastos, bem como, manter a atualização constante deles é tão fundamental.  Então defina objetivos mensais para  acompanhar a evolução e motive-se!

Abaixo relacionei alguns aplicativos que irão auxiliar na concretização dessas metas:

GuiaBolso: Insira os dados das suas contas bancárias e o aplicativo organiza todas as informações para você. Despesas, extratos e salário são atualizados automaticamente. Disponível para iOS  e Android.

Finance: Todas as operações podem ser classificadas por centro de custo, o que facilita a análise de resultados. Além disso, é possível fotografar e anexar os documentos que quiser. Disponível para iOS  e Android.

Minhas Economias: Possui um “Gerenciador de sonhos” que o ajuda a calcular quanto poupar para alcançar uma meta; permite tirar dúvidas sobre finanças pessoais com os gerenciadores. Disponível para iOS  e Android.

Dica 6: Comece a investir

 Como fazer o dinheiro multiplicar-investirPronto! Chegou a hora de aumentar sua rentabilidade e começar a investir. Não deixe o medo o paralisar e nem cometa o equívoco de manter seu dinheiro em uma poupança. Neste tipo de investimento não há lucro, pois a inflação (maior do que os juros) faz com que você perca ao invés de ganhar.

O melhor a ser feito é reservar uma parte do seu capital para apostar em ativos que tragam um retorno palpável e constante. Somente assim, você saberá como fazer o dinheiro multiplicar e usufruir do chamado “efeito bola de neve” que veremos a seguir.

Eu recomendo que você inicie com um bom curso de educação financeira e reserve cerca de 20% do seu salário para fazer investimentos. Antes de ingressar no mercado também é importantíssimo que você se prepare para aproveitar ao máximo o potencial da sua renda e lucrar mais. Combinado?

Dica 7: Utilize o efeito “bola de neve”

Depois de fazer suas primeiras aplicações é preciso ainda investir de maneira eficiente. Essa é uma das principais ferramentas dos investidores de sucesso: Procurar alternativas que aumentem sua rentabilidade. Ativos financeiros são os que melhor representam a categoria.

São considerados “ativos financeiros” os investimentos em que você recebe, todo mês, uma quantia de juros sobre o valor aplicado. Mensalmente, a instituição pagará em cima do capital inicial somado ao montante do mês anterior. Ou seja, você receberá pelo processo dos juros compostos.

A matemática é a seguinte: você faz um aplicação inicial de 10 mil reais com juros mensais de 2%. No 1º mês, seu patrimônio será de R$ 10.200, R$ 200 são os juros recebidos. Já no 2º mês, você terá um montante de R$ 10.404, porque o lucro será calculado em cima dos R$ 10.200 e assim por diante.

É a partir dessa lógica que os ativos financeiros funcionam. Uma verdadeira “bola de neve” de como fazer seu dinheiro se multiplicar sem muito esforço!

Dica 8: Saiba onde aplicar seu dinheiro

Como-fazer-o-dinheiro-multiplicar_aplicarQuando souber investir melhor, automaticamente você vai conseguir mais rentabilidade, seja na Bolsa de Valores, Forex ou Fundos Imobiliários. Em qualquer um deles o conhecimento vai ser fundamental para tomar decisões com mais eficiência e ter um retorno maior sobre o seu capital.

No post Investimentos rentáveis para acumular patrimônio trago mais detalhes sobre isso. No entanto, saiba que começar já é um grande passo na sua jornada como investidor! Tão importante quanto estar atento aos lucros e não aceitar resultados abaixo do esperado.

Essa é outra dica infalível que eu dou: atinja o melhor resultado possível de acordo com o seu perfil de investimento. Identifique os índices mais atrativos, com garantia de retorno em longo prazo e torne-se um milionário que aprendeu como fazer o dinheiro multiplicar.

Dica 9: Foque no seu objetivo

É claro que ter capital para fazer investimentos é fundamental, mas apostar em pensamentos vencedores também. Tenha uma mentalidade de sucesso! Confie em você e no seu potencial. Todos podem fazer investimentos, basta estudar por pouco tempo e ver as melhores opções.

Somente com disciplina você se manterá focado – marca registrada das pessoas bem-sucedidas e dos investidores de sucesso. Foi assim comigo e posso garantir que será assim para você: O importante é estar comprometido com sua independência financeira.

Não importa o que aconteça faça investimentos mensais; cerque-se de pessoas de confiança; avalie bem antes de tomar uma atitude e não se deixe abalar por nada. Independente do resultado, mantenha sua confiança como uma rocha e não permita ser dominado pelas emoções. Foco no mindset!

Dica 10: Invista em você e no seu aprendizado

 Como fazer o dinheiro multiplicar-conhecimento.

Você percebeu o quanto investir em conhecimento é importante? Somos ensinados dessa maneira ao longo das nossas vidas e no mercado de finanças não é diferente. Precisamos, constantemente, trabalhar em prol do nosso aprimoramento. Essa é minha última – infalível – dica para você.

Tal como disse Charlie Munger, o braço direito de Warren Buffett, em certa ocasião: “Adquirir sabedoria é um dever moral. Não é algo que se faz só para prosperar financeiramente.” Então, se você quer realmente começar 2017 com uma nova realidade financeira, invista em você e no seu aprendizado.

Para não esquecermos de nenhuma das 10 dicas infalíveis de como fazer o dinheiro multiplicar, vamos recapitular com um super guia de bolso? Espero que ele possa te acompanhar em toda essa sua nova jornada de muita prosperidade e sucesso ; )

10 dicas infalíveis para fazer seu dinheiro se multiplicar

dicas- Como fazer o dinheiro multiplicar

Se você gostou do post, me ajude a compartilhar essas informações com sua rede de contatos. Vamos juntos fazer da educação financeira uma rede colaborativa de bons resultados!

Um grande abraço e até o próximo post!