Por que as pessoas não conseguem a independência financeira?

Tempo de leitura: 5 minutos

liberdade financeiraQual o seu objetivo em começar a investir no mercado financeiro? Se você pensa que é só ganhar “uma graninha a mais” para pagar as contas, está pensando pequeno. Aprender a investir é mais fácil do que se pensa e em pouco tempo é possível tornar-se um investidor de sucesso.

Sabendo onde aplicar seu dinheiro de forma correta, você consegue obter retorno suficiente para parar de trabalhar para ganhar dinheiro e trabalhar apenas se tiver vontade, quando seu dinheiro estiver fazendo isso por você. Nesse artigo eu falo por que as pessoas não conseguem a independência financeira e essas informações podem ajudar a descobrir o que o está impedindo de alcançar seus objetivos. Confira:

O que é a independência financeira?

Independência financeira é poder viver de rendimentos por tempo indeterminado. A ideia é simples: acumular um patrimônio, seja em imóveis, em ações, em trading ou em outro tipo de investimento que garanta retorno.

Por exemplo, você tem R$ 1 milhão em imóveis que rendem R$ 8 mil em aluguel por mês e um custo de vida menor do que R$ 8 mil mensais, pronto: você é livre! Você pode viver mais 50 anos para viver de rendimento dos seus imóveis, trabalhando quando quiser e se você quiser.

Todo mundo quer ter dinheiro suficiente para realizar seus sonhos e objetivos, mas por que grande parte dos indivíduos não consegue chegar lá?

Quais as principais dificuldades?

Existem vários fatores limitantes para a maioria das pessoas sequer levarem a sério a possibilidade de investir. São eles:

  1. Crenças limitantes

Muita gente tem crenças que impossibilitam começar a fazer investimentos. São pensamentos do tipo: “Ganho pouco”; “Não tive oportunidade de estudar o suficiente para ter uma carreira melhor”; “Não nasci com dom para montar um negócio e ficar rico”, entre outras formas de autossabotagem.

Essas crenças são muito fortes no Brasil e nos países menos desenvolvidos. Muitas pessoas acreditam que ser independente financeiramente é algo atingível só para quem tem algum dom especial ou para quem vive num país que oferece mais facilidades, mas isso não é verdade. Quem nunca investiu na vida consegue aprender, depois de algumas semanas de dedicação aos estudos, quais as melhores opções para investir na atualidade.

  1. Medo

É preciso sair da zona de conforto para alcançar a independência financeira. Para realmente chegar lá, não tem jeito: você vai ter que aprender a investir. Muita gente tem medo porque imagina que fazer os investimentos da forma correta é difícil de aprender e muito arriscado para tentar.

Esse receio paralisa e ela acaba não indo atrás de informação e não fazendo nada. Realmente, é arriscado se você não sabe o método correto, mas não é tão complicado assim de aprender e vale muito a pena.

  1. Falta de um objetivo

O que você faria com cinco, dez, vinte vezes mais dinheiro por mês? Seu sonho é comprar um imóvel? Uma lancha? Viajar para o exterior todas as férias? Levar a família para um resort duas vezes por ano? Não importa a sua escolha, o fundamental é ter um objetivo.

A partir do momento que você visualizou os benefícios para sua qualidade de vida e que passa a ser prioridade para você ser livre financeiramente, você vai se empenhar para reservar um percentual do seu salário para fazer esses investimentos.

Visualizando um objetivo a ser alcançado fica muito mais palpável empreender esforços para alcançá-lo. Sua motivação para aprender, para guardar o dinheiro vai fazer isso acontecer.

  1. Falta de conhecimento

É justamente por falta de conhecimento que as pessoas acabam fazendo investimentos que não são bons, e optando por soluções como a poupança ou a previdência privada. Acabam fazendo operações arriscadas, imaginando que esses investimentos são conservadores e perdem a chance de aplicar o seu dinheiro em alternativas que garantem muito mais retorno financeiro.

A partir do momento que você aprende alguns métodos é só começar a segui-lo, para, aos poucos, ir aprimorando seu conhecimento para ter excelentes resultados no mercado financeiro.

  1. Falta de planejamento

Empurrar a decisão de investir com a barriga nunca vai levar você ao objetivo. Não adianta pensar “quando sobrar um dinheiro eu invisto”, porque esse dia não chega nunca se você não der o primeiro passo para sair da zona de conforto, como falei ali em cima.

É fundamental se programar para reservar um valor dentro de suas possibilidades para investir por mês. Pode ser R$ 100, R$ 500, R$ 1000… não importa, desde que você esteja comprometido com a causa de ganhar dinheiro e alcançar sua independência financeira.

  1. Falta de disciplina

Você não precisa, necessariamente, investir todos os meses, mas vai ser difícil alcançar seu objetivo se fizer um aporte único de R$ 500, por exemplo. Calcule qual é a sua possibilidade em curto, médio e longo prazo e comprometa-se com esses valores.

Imagine que essa soma seja uma conta a pagar com juros, multa e correção monetária. Desta forma, você dará um jeito para fazer esse pagamento, não é mesmo?

A partir do momento que isso for uma prioridade para você, imaginando o que fará com essa liberdade financeira, visualizando os benefícios, ficará muito mais fácil  manter o foco nesse objetivo.

Querer é se comprometer, e se comprometer é poder!

No próximo post, você vai descobrir o caminho para ser livre financeiramente.

Para começar agora mesmo a aprender o passo a passo para começar a investir e conquistar sua independência financeira, clique aqui.