O passo a passo definitivo de como administrar seu dinheiro (e ser mais feliz!)

Tempo de leitura: 11 minutos

Responda à seguinte questão: quem é mais rico, aquele que recebe R$ 10 mil mensais e gasta todo seu salário; ou o que ganha R$ 3 mil e se paga em 1º lugar? Saber como administrar seu dinheiro é o que determinará sua riqueza futura e não o valor que entra na sua conta todo mês.

Portanto, enriquecer tem muito mais relação com o quanto você poupa. E, embora ainda sejam a minoria da população, pessoas ricas ganham além do que precisam para viver e guardam mais do que consomem. O segredo é ter a filosofia correta para chegar a esse patamar e ser mais feliz.

Ter independência financeira não quer dizer que você é um milionário. A grande chave é aprender a viver uma boa vida e entender que o dinheiro não é o “fim” e sim um “meio” para atingir seus objetivos. Porém, não adianta sonhar e fazer planos sem colocá-los em prática.

Nesse roteiro definitivo de como administrar seu dinheiro (e ser mais feliz) vou mostrar como é simples alcançar a liberdade. Afinal, a boa administração do seu capital é a base para construção do seu império. Aprenda a importância de poupar e de investir bem para multiplicar seus rendimentos.

Vem comigo?

Poupe seu dinheiro

Poupe seu dinheiroParece fácil, não é mesmo? Mas esse é o hábito mais ignorado pelas pessoas. A maioria espera até o fim do mês para verificar se sobrou algum montante para economizar. Lembre-se de que, como vimos anteriormente, para ser rico você não deve gastar tudo o que ganha.

Para investir e conquistar a independência financeira é fundamental destinar uma parte do seu orçamento para isso. Defina um valor mensal para poupar e aperte o cinto com outros gastos. Evite despesas supérfluas e gaste com sabedoria para construir um futuro financeiro próspero e tranquilo.

Com um padrão de vida abaixo do que teria condições de manter, você sempre terá capital disponível para investir; e isso já vai torná-lo mais rico em relação às pessoas que ganham mais do que você e gastam tudo o que recebem. Motive-se!

Recomendo você guardar, todo mês, entre 10 e 20% da sua renda. Para conseguir isso, monte um orçamento que o ajude a gerenciar seus gastos. Neste momento também se imagine financeiramente livre para desfrutar tudo o que deseja em um prazo de apenas cinco ou dez anos.

Então vamos iniciar esse novo estilo de vida a partir de agora?

Trace metas financeiras

Trace metas financeirasNão importa a sua idade: nunca é cedo ou tarde demais para pensar em como administrar seu dinheiro e planejar o futuro.  O importante é começar a agir diferente para alcançar seus objetivos o quanto antes. Sendo assim, trace suas metas financeiras.

Com independência você pode viver mais 10, 15, 20 anos que sempre terá uma renda proveniente dos seus investimentos. Porém, para chegar lá, é imprescindível fazer um planejamento e ter o controle da sua saúde financeira.

O principal erro de muitas pessoas é ter um dia a dia sem organização em suas finanças. Apenas recebem o salário, mas não fazem ideia do quanto gastam e se têm despesas maiores do que deveriam e quando se dão conta, estão pagando juros absurdos no cheque especial. Isso pelo simples fato de que não têm o hábito de registrar suas compras.

Pensando nisso, elaborei um pequeno guia estratégico para ajudar você a manejar melhor suas despesas. Particularmente, gosto muito da última. Veja só:

Anote tudo: faça um diário dos seus gastos, desde os maiores aos mais triviais. Isso inclui saber quais taxas você paga por empréstimos até despesas diárias com lanches e pequenos passeios. Só assim você conseguirá se planejar e seguir metas para alcançar a liberdade financeira.

Utilize uma planilha: para descrever e somar todos os gastos. Quanto mais simples e adaptada às necessidades do seu dia a dia, maior a chance de comprometimento e atualizações periódicas. Ex.: planilhas de Excel, prontas ou criadas por você; e aplicativos, há vários gratuitos, para baixar no celular.

Defina um prazo: para atingir seus objetivos. Esse período vai variar conforme o aporte inicial, se houver, e o valor que você vai dispor para investir todo mês. A partir daí, você consegue preencher na tabela os montantes mensais e por quanto tempo serão necessários.

Comemore as conquistas: é muito importante! Ao visualizar todos os benefícios de se planejar financeiramente, você irá se comprometer em como (melhor) administrar seu dinheiro. Então, lembre de também comemorar cada meta alcançada, pois elas foram feitas para isso!

Acabe com as dívidas

 

pequenas despesasComo vimos, a riqueza é uma questão de escolha. Podemos, a qualquer momento, mudar de atitude e ser bem-sucedidos. Vamos, então, a uma outra importante dica: evitar adquirir dívidas. Essas são obrigações que precisam ser honradas e não é nada agradável dever dinheiro, certo?

É claro que existem as “dívidas boas”, quando feitas para comprar bens que valorizam ao longo tempo ou financiar imóveis, por exemplo. Já as ruins vêm de gastos impulsivos com coisas supérfluas ou desnecessárias. Identifique qual é a sua e tenha capacidade para lidar com seu endividamento.

Sabemos que o incentivo ao consumo é cada vez maior. Há pessoas que devem no cartão de crédito por não conseguir dominar esse impulso. Então pense bastante antes de fazer uma compra, principalmente se o objeto de desejo tiver um alto custo.

Fique também atento aos famosos descontos, iscas para fazer você gastar mais. Não caia nessa armadilha. Caso precise realmente comprar algo, prefira à vista, é sempre a melhor alternativa. E se não puder pagar sobre determinada coisa, não leve nada. É simples assim. Combinado?

Preparamos esse infográfico especial para você salvar e mentalizar o passo a passo de como acabar com as dívidas de uma vez por todas:

como-acabar-com-as-dividas

Aprenda a investir

A partir do momento em que aprender sobre o funcionamento dos mercados, vá para a prática e sinta na pele o que é investir. Procure apostar mais em ativos –   trazem rentabilidade independentemente de você trabalhar – do que em passivos – patrimônios que só geram despesas.

Bons ativos são aqueles que aumentam de valor ao longo do tempo, ações, trading e fundos imobiliários são alguns exemplos. Claro que nem todas as aplicações vão aumentar de valor automaticamente, por isso compreender como investir é um exercício tão fundamental e que precisa ser dominado.

Então para saber como administrar seu dinheiro com maestria, você também deve entender como gerenciar seus investimentos. Além disso, é necessário um método para operar no mercado, seja para comprar ou vender, e selecionar os fundos pelos quais optar.

Arriscar investir sem seguir uma estratégia é perder dinheiro na certa. Portanto, instrua-se primeiro para trabalhar da melhor maneira e atinja sua independência mais rápido do que imagina. A dica é começar pelo mais simples, conhecer os ativos financeiros e diversificá-los aos poucos.

Depois de experimentar cada um, escolha pelo investimento que mais se encaixa ao seu perfil. Dessa forma, você melhora sua rentabilidade e equilibra seus ganhos. Ou seja, se em determinado período não foi lucrativo para ações, pode ter sido para fundos imobiliários e assim por diante.

Conheça seus investimentos

Conheça seus investimentosAo estudar o mercado financeiro e as melhores opções de investimentos, você tem resultados superiores do que se seguisse em uma linha conservadora, como a poupança, por exemplo. Essa é a importância de conhecer – bem – onde seu dinheiro está aplicado; fica mais fácil acertar.

A solução não é muito diferente da que vimos no tópico anterior: aposte também em conhecimento e dê valor ao seu capital. Invista em um bom curso e saiba quais são os métodos certos para qualquer ativo. Assim você saberá quais as principais estratégias e também os erros mais cometidos.

É importante também não ter mais investimentos do que pode administrar. Isso pode ser um grande problema para você. Portanto, tenha cuidado para não distribuir valores em muitas coisas. É muito difícil conseguir gerenciar tantos negócios de forma organizada e segura.

Então crie e mantenha o hábito de registrar todas as suas aplicações financeiras. Pode ser em um caderno ou planilha de finanças, como citei no tópico de metas, onde você irá listar tudo o que tem investido e todos os seus detalhes correspondentes.

Faça uma reserva de emergência

reserva de emergênciaQuando tiver dinheiro suficiente, reserve uma uma parte para momentos de emergência. A ideia aqui é estar preparado para qualquer eventualidade que possa ocorrer na sua trajetória como investidor. Que pode ser uma emergência, mas também pode ser uma oportunidade de compra por um melhor preço, pagar à vista a próxima viagem, etc.

Coloque ainda uma meta ambiciosa para essa realização como algo em torno de um a três anos do seu padrão de vida atual. Neste ponto, analise o quanto seria suficiente para você ter bastante tranquilidade e estar aliviado em momentos de real necessidade.

Ter essa reserva vai evitar preocupações desnecessárias na sua rotina e da sua família. Portanto, não ignore esse importante hábito. Afinal, a melhor parte de enriquecer é fazer o que se quer, quando quiser. E é exatamente isso que você está buscando, não é mesmo?

Envolva a família no seu planejamento

É muito comum que somente uma pessoa fique responsável pelo controle financeiro familiar. Com isso, os demais integrantes não participam das decisões e não se preocupam em controlar as despesas do dia-a-dia. Envolver a todos é essencial para o bom planejamento das finanças e para a saúde financeira da família.

Por isso, compartilhe com seu esposo (a) e filhos seus investimentos e estratégias em curto e longo prazo. Promover a cooperação e a participação será muito mais produtivo do que fazer tudo sozinho, afinal, cuidar de perto do seu patrimônio pessoal é a chave para alcançar a riqueza.

Também é importante separar um tempo mensal para definir quais objetivos e ajustes serão seguidos à risca. O casal, por exemplo, pode debater sobre qual percentual será destinado aos investimentos e quais novas aplicações serão feitas. E, desde cedo, inclua as crianças neste planejamento.

É essencial que os pequenos entendam o que são prioridades e que se a família quer viajar nas férias, por exemplo, é preciso empreender algum esforço. Ensine-os, com isso, a economizar água, energia, limitar os gastos com o celular e trivialidades.

Aproveite a jornada

conquistar a Independência FinanceiraÓtimo! Agora você já sabe o passo a passo definitivo de como administrar seu dinheiro. Sugiro então que você coloque em prática todos eles e comece a agir. Tenha em mente que construir sua independência financeira pode ser muito prazeroso e divertido.

Jovem, rico e aposentado? Sim, tudo isso é possível como vimos hoje. Se quer saber mais sobre o tema neste post eu abordo sobre como planejar sua aposentadoria com o Método Investidor de Sucesso: uma estratégia para quem deseja mudar de vida, assim como aconteceu comigo e é para  você.

E, agora outro presente pra você:  esse passo a passo definitivo de como administrar seu dinheiro em formato de infográfico para você salvar e consultar sempre que precisar relembrar da jornada a ser seguida! Aproveite sem moderação:

8 mandamentos para administrar seu dinheiro

Vamos trabalhar juntos rumo ao sucesso? Então compartilhe essas informações com seu amigos, serei imensamente grato se puder me ajudar a divulgar a educação financeira. Acredito que possa fazer bastante diferença na vida de muitas pessoas.

Espero também ter ajudado você com minhas dicas e lhe desejo uma excelente jornada como investidor!

Conte sempre comigo! Um grande abraço!