Como investir em ouro: Saiba o que fazer para começar

Tempo de leitura: 7 minutos

Saber como investir em ouro sempre foi primordial para investidores mais conservadores. E quem nunca teve curiosidade sobre como funciona a dinâmica do mercado para este metal precioso, não é mesmo?

Além disso, “(…) o ouro e o dólar são modalidades de aplicação de recursos bastante populares no Brasil”, conforme descreve Fernando Tempel.

No livro, Descomplicando Investimentos, ele explica “que parte dessa popularidade se deve ao passado de inflação alta, que corroía o poder de compra (…) e o valor do dinheiro.

Então, investir em ouro já foi e ainda é o desejo de muita gente, tido como uma forma de proteger o capital. Mas, sua valorização depende de uma série de fatores que acarretam em uma alta volatilidade…

Sendo assim, antes de abraçar esta possibilidade de aplicação financeira, conheça todo o seu funcionamento aqui e esteja preparado para começar.

Boa leitura!

Veja como investir em ouro sem complicações

Você pode comprar barras físicas e aprender como investir em ouro na Bolsa de Valores ou em fundos de investimento. A prática mais comum entre os brasileiros é através dos contratos da BM&F. Para isso, basta procurar por uma boa corretoras de valores e conferir nossas dicas.

Na Bolsa, o mínimo a ser negociado é de um contrato. Ele pode ser de lote padrão (250 gramas) ou fracionário (10 e 0,225 gramas).

O metal também é cotado por grama. Portanto, saiba que para investir em ouro no Brasil é preciso acompanhar a Bolsa de Nova York. Aqui, a cotação se altera conforme o preço do commodity metálico na NYSE e do dólar.

Portanto, o cálculo é feito com o valor do ouro em dinheiro americano e a onça troy, que é a unidade de medida por lá.

Primeiro, deve-se converter o preço da onça para gramas. Depois, é preciso multiplicar as gramas em dólar pelo valor da moeda no Brasil.

Por exemplo: imagine que custa US$ 500 a onça que contém 31,1 gramas. Assim, divide-se 500 por 31,1. Logo, a grama em NY seria de US$ 16.

Este resultado é o custo hipotético do ouro na NYSE. O próximo passo seria multiplicar a gramatura pelo valor do dólar por aqui e chegar ao preço final.

Então, para saber como investir em ouro, é importante conhecer esses dados. A instabilidade econômica também tem forte impacto sobre a cotação. Períodos de crise e alta inflação costumam aumentar bastante a procura, bem como, o preço.

Ainda é possível aplicar dinheiro no ativo por meio dos fundos de investimento. Todos os detalhes estão nesta publicação.

Outra maneira bastante habitual de adquirir o metal é comprando joias ou barras de ouro. Portanto, continue a leitura e saiba mais sobre como investir em ouro, olha só:

Como comprar ouro: confira o passo a passo

como investir em ouro 2

São três maneiras básicas. E é essencial que você conheça cada uma delas para decidir com assertividade. Confira na sequência quais são as opções para investir em ouro:

Comprar Ouro Físico

O procedimento é feito em bancos, corretoras de valores e distribuidoras. Pode-se fazer aquisições a partir de uma grama, levar consigo ou deixar sob custódia na instituição financeira. Neste último caso, consulte as taxas de corretagem. E também é fundamental verificar a pureza do produto antes da compra.

Contrato na Bovespa

Basta abrir conta em uma corretora de valores para iniciar as operações. A negociação é bem parecida com a compra e venda de ações. Porém, é preciso escolher o tipo de contrato ideal.

Fundos de Investimento

Você ainda pode aprender como investir em ouro nesta modalidade. Também é necessário ter conta em uma corretora de valores para negociar. No entanto, a gestão pode ficar a cargo de um terceiro, conhecido como gestor do fundo. Deste modo, há uma taxa de administração.

Tipos de contrato para saber como investir em ouro

Agora, nos atentaremos aos contratos oferecidos pela Bovespa. São eles:

  • Lote-padrão de 250 gramas (OZ1D)
  • Lote fracionário de 10 gramas (OZ2D)
  • Lote fracionário de 0,225 gramas (OZ3D)

O contrato padrão trata-se de uma negociação de 250 gramas de ouro. Toda compra e venda é realizada por meio de contratos, assim como os outros tipos. É o mais líquido e o mais caro de todos (em torno de R$ 35 mil até 26/02/2018). Disponível em futuro, opções, termo e à vista.

Já o lote fracionário de 10 gramas é o mais acessível para o investidor, porém o menos líquido. Seu custo hoje desembolsa R$ 1.382,60 de aporte. Para investir em ouro nesta opção deve-se escolher o mercado de ouro à vista. O mesmo se repete para o lote fracionário de 0,225 gramas (contudo, este é ainda mais barato).

Taxas/ impostos para investir em ouro

como investir em ouro 3

Saber como investir em ouro também implica em conhecer todos os custos da aplicação. Além da taxa de custódia e de corretagem, cobrada pelos bancos e corretoras de valores, há o imposto de renda.

A taxa de custódia é mensal e calculada com a cotação diária do ouro mais 0,07%. O resultado é multiplicado pelo valor investido e dividido por 30.

Já a taxa de corretagem, dependerá das práticas da instituição escolhida. Quanto ao IR, este só é cobrado quando o investimento em ouro rende acima de R$ 20 mil em um mês (15%). Abaixo disso a aplicação é isenta.

Vantagens e desvantagens 

A seguir confira um prático infográfico com todas as questões que você deve considerar na hora de investir em ouro:

como investir em ouro 4

Recomendações importantes sobre o ouro

Para quem é indicado? Qual o perfil ideal de investidor? É para curto, médio ou longo prazo? Veja algumas boas práticas e saiba como investir em ouro com ainda mais preparo:

Quem deve investir?

É indicado tanto para pequenos quanto para grandes investidores que procuram alternativas de melhorar sua multiplicação de capital.

Atenção à complexidade

Saber como investir em ouro exige conhecimento e método. É preciso identificar o melhor momento de aproveitar oportunidades de compra e venda. E, para isso, deve-se entender as movimentações do mercado.

Investir em longo prazo

Assim como grande parte dos investimentos, é necessário dar tempo ao tempo para os juros compostos fazerem efeito e darem bons resultados.

Diversificação

Sujeito às mais diversas influências na variação do preço (economia, condições climáticas, dólar), o ouro não pode ser a única aposta de um investidor. O ideal é buscar diversificar com outras opções de investimento.

Características importantes

Então, conheça as principais características dos grandes investidores para saber como investir em ouro e em outras modalidades nesse vídeo:

Conclusão

No post de hoje, vimos sobre como investir em ouro, as principais modalidades da aplicação, taxas, impostos, vantagens, desvantagens e recomendações. Desta forma, espero ter respondido boa parte das suas dúvidas!

Gostaria, agora, de concluir o texto reforçando a importância da educação financeira, principalmente, no que se refere aos investimentos.

Para saber como investir em ouro, vimos que existem diversas nuances que interferem no seu resultado lá na frente. Sejam as baixas procuras, as estabilidades ou turbulências da economia e até mesmo a diversificação.

Logo, para estar bem posicionado nas finanças pessoais, bem como no mercado financeiro, vai muito além de apenas ganhar dinheiro…

E a única atitude que pode impedi-lo de conseguir se tornar um grande vencedor nos investimentos, multiplicando seu capital com segurança e versatilidade, é a falta de informação.

É importante saber o máximo possível sobre como investir em ouro e outras aplicações, sobre seu perfil, aversão ao risco e sobre um método adequado para você.

E é sobre método que falo nesta videoaula. Um método capaz de revolucionar sua maneira de pensar e investir. Totalmente baseado e inspirado nos melhores investidores do mundo…

Invista em ouro e amplie seu leque de possibilidades depois de a assistir. Não há custo algum, basta clicar e se inscrever.

Garanta logo a sua vaga e nos encontraremos por lá!

Um grande abraço,

Marcello.