Entenda agora mesmo como começar a investir em fundos imobiliários

Tempo de leitura: 10 minutos

Você deseja multiplicar seu patrimônio investindo no mercado de imóveis, mas acha difícil conseguir sem uma grande quantia de dinheiro para começar? Então você está no lugar certo e precisa apenas ler esse post. Saiba que é possível sim e basta começar a investir em fundos imobiliários. Veja como é simples!

Como dizia o grande investidor John Templeton: “Se você quer ter resultados melhores do que a maioria das pessoas, faça as coisas de forma diferente da maioria”. Por isso, quando se fala em finanças, nem sempre a melhor solução está nos meios tradicionais de investimento. Os imóveis são um exemplo.

Ter uma propriedade não é ruim, pelo contrário, mas acredito que os fundos de investimentos imobiliários permitem outras vantagens incríveis. Além de ser obrigatório distribuir 95% do lucro, todo mês, para os cotistas, são uma forma bem acessível de aplicação e ajudam a alcançar a independência financeira.

Afinal, quem não gostaria de ter mais dinheiro na conta todo mês? Se este também é o seu objetivo, lhe convido para fazer a leitura do post de hoje. Nele vou abordar as principais táticas para começar a investir em fundos imobiliários, os chamados “FIIs”. Você vai se surpreender como é simples.

Então, vamos lá?

Como funcionam os fundos imobiliários

 começar a investir em fundos imobiliários_como funcionaCom os FIIs, o investidor adquire cotas (ou partes) de um empreendimento e torna-se co-proprietário de uma sala comercial ou de um condomínio – veremos isso mais adiante. Ou seja, mesmo que possua R$ 100, por exemplo, você é dono do percentual do imóvel correspondente a este valor.

Os bancos, ou as gestoras de fundos, são as empresas que lançam um FII na Bolsa de Valores com o intuito de captar verba para a compra de propriedades. Dessa forma, as cotas dos FIIs funcionam como as ações: são negociadas na Bolsa e o preço varia conforme a valorização dos imóveis.

Os lucros mensais vêm do montante arrecadado com o aluguel do empreendimento e você também pode ganhar com a valorização, a qual citei acima. Veja o exemplo de um prédio comercial: Todo mês, o valor acumulado é calculado e, em seguida, distribuído em conformidade entre os cotistas.

Salas comerciais, lojas, shoppings, hotéis, galpões e universidades são algumas das possibilidades que este tipo de investimento oferece. Por isso começar a investir em fundos imobiliários é mais uma forma muito inteligente de aplicação na Bolsa.  Veja mais sobre como funcionam os fundos aqui.

As vantagens de investir em FIIs

Além de permitir a multiplicação da sua renda, o mercado de FIIs tem inúmeras outras vantagens: é extremamente transparente e seguro; uma maneira prática e simples de ganhar mais dinheiro; e tudo pode ser feito do conforto da sua casa. Nada mal, não é mesmo?

Então para você não perder mais tempo e começar a investir em fundos imobiliários, elenquei as principais vantagens desse fantástico investimento. Surpreenda-se e melhore sua vida em pouco mais de alguns minutos – tempo que você levará para ler todos os benefícios e tomar a sua decisão:

Oportunidade: Com cerca de R$ 100 você já tem acesso a uma variedade enorme de imóveis Classe A (prédios comerciais, shoppings, flats, galpões e universidades) que não teria condições de comprar sozinho;

Diversificação: Digamos que você possui R$ 5 mil para investir. Você pode comprar R$ 1000 de cada fundo e adquirir cinco no total. Com cinco propriedades diferentes, você obtém uma boa renda mensal com aluguéis;

Alta liquidez: Os FIIs são muito fáceis de negociar. Se tiver R$ 100 mil em fundos você consegue rapidamente vender, caso precise. É diferente de ter uma sala comercial do mesmo valor;

Proteção do capital: O preço dos imóveis, assim como os aluguéis, tendem a ser reajustados conforme a inflação; por isso FIIs são uma boa opção para proteger seu dinheiro;

Gestão profissional: O investidor não se preocupa com despesas relacionadas à manutenção do imóvel, etc. Tudo fica sob a responsabilidade do grupo administrador do fundo;

Reinvestimento dos lucros: Coloque os juros compostos para trabalhar a seu favor e reinvista o dinheiro dos aluguéis para adquirir novas cotas de outros empreendimentos;

Efeito bola de neve: Com a compra de FIIs que geram bons dividendos, você pode formar uma carteira, ganhar com os juros compostos e alcançar a independência financeira.

Infográfico: Principais diferenças entre imóveis e FIIs

Ao começar investir em fundos imobiliários você consegue, com pouco dinheiro, ingressar neste mercado. E para reforçar ainda mais essa grande possibilidade de ganho, preparei um infográfico especial para mostrar as principais diferenças entre investimentos tradicionais em imóveis e FIIs.

Veja neste infográfico as diferenças entre os fundos de investimentos imobiliários e a compra de imóveis na hora de investir:

fiis-diferenca-imoveis

 

Inicie suas operações no mercado

Para começar a investir em fundos imobiliários é preciso abrir conta em uma corretora de valores. Veja quais atributos analisar e como escolher uma boa empresa nesta publicação. É por meio da corretora que você poderá comprar e vender cotas e ainda receber os aluguéis do mês conforme sua proporção.

Como vimos, as negociações de compra e venda de FIIs são realizadas na Bolsa de Valores. Para isso, a corretora que você escolher fornecerá um Home Broker, que nada mais é do que um software online que lhe dará acesso às operações. Portanto, verifique se a corretora é credenciada à BM&FBovespa.

Toda vez que efetuar uma ordem haverá um custo a ser pago para corretora. Porém, os valores praticados neste tipo de investimento são mais baixos do que no mercado de ações. As taxas mais atrativas tornam os FIIs ainda mais interessantes para quem procura aliar rentabilidade a um menor custo.

Indicações de corretoras de valores para fundos imobiliários:

Baratas (entre R$ 1,50 e R$ 5 por ordem): Mirae Asset, MyCap e Clear;

Intermediárias (menos de R$ 10 por ordem): Rico e XP;

Preço alto (R$ 20 por ordem): AgoraInvest.

Dica: Procure analisar quais oferecem bons relatórios. Se preciso, invista um pouco mais e opte pela que se destacar neste item – essencial aos seus investimentos.

Infográfico: O passo a passo para abrir conta em um corretora de valores

Pronto para abrir sua conta para investir? Veja abaixo os passos que você vai precisar dar para seguir adiante com seus investimentos em fundos imobiliários:

Fundos imobiliários_escolher corretora.

 

Isenção do imposto de renda

 começar a investir em fundos imobiliários_imposto de rendaDe acordo com a lei 11.196 de novembro de 2005, em investimentos tradicionais de imóveis paga-se imposto de renda sobre o lucro com aluguéis. Nos fundos imobiliários há isenção do IR neste ganho, você só precisa pagar uma taxa de 20%, se vender, como acontece em ações.

No entanto, para ser beneficiado, o investidor e o fundo devem atender aos seguintes critérios: o investidor precisa ser pessoa física; não ter mais do que 10% das cotas de um mesmo FII; e o fundo precisa ser comercializado na Bolsa de Valores.

Atente-se a essas questões antes de começar a investir em fundos imobiliários. É importante notar que, em longo prazo, estar isento de IR aumentará muito sua lucratividade. Mantenha-se alinhado às exigências da isenção e obtenha mais um importante benefício dos FIIs.

Avaliando os riscos dos FIIs

Como todo investimento em renda variável, é preciso estudar os possíveis “perigos” dos fundos imobiliários. Com minha experiência, aprendi que ter cautela nunca é demais. E, embora goste muito dos FIIs, sempre verifiquei algumas características de risco que levo em consideração no meu método. São elas:

Liquidez: Só compre FIIs com bastante negociação diária. Quando o imóvel é interessante, muitas pessoas querem comprar.

Quantidade de imóveis: Evite adquirir fundos com apenas um imóvel, pois trazem muitos riscos. Prefira os que têm várias salas, prédios, etc.

Inquilinos: Não compre propriedades com apenas um inquilino como universidades ou hospitais. Esses locais limitam a renegociação.

Diversificação: Procure comprar vários FIIs e de setores diferentes para não ser prejudicado caso algum venha a apresentar problemas.

Tipo de FII: Dê preferência para os fundos de imóveis “físicos”. Não compre mais do que 20% do tipo papel ou letras de crédito imobiliário.

Como fazer boas escolhas

 começar a investir em fundos imobiliários_escolhaPara começar a investir em fundos imobiliários com o pé direito faça um bom planejamento financeiro. Você pode fazer aquisições mensais ou a cada trimestre, por exemplo. O segredo é comprar e ficar com os fundos por um longo período. O InfoMoney elegeu os melhores FIIs de novembro aqui.

Entre os fatores mais importantes a serem levados em conta na hora de escolher o FII estão os dividendos, portanto, procure por fundos que paguem bons aluguéis. Feito isso, mantenha-os em longo prazo sem perspectiva de venda; só negocie caso sua cota caia sem parar, mas é raro acontecer.

Também é fundamental seguir os critérios de avaliação para não cair em ciladas. Você pode ter como estratégia não comprar nenhum fundo com renda garantida, por exemplo, que não fuja a qualquer um dos itens listados ou ser mais flexível. Então, conheça-se como investidor para saber seu limite.

Tenha em mente que com um método de escolhas inteligentes você irá fazer boas compras e conseguir resultados satisfatórios. Outra sugestão é reaplicar os lucros até alcançar a independência financeira e viver deste rendimento, apenas mantendo as cotas. Eu, particularmente, gosto muito dessa ideia.

Acabe – definitivamente – com as dúvidas

Viu só como é simples começar a investir em fundos imobiliários?

Hoje então, vimos: Como funcionam os FIIs, suas vantagens e diferenças – com um super infográfico – em relação aos investimentos em imóveis tradicionais; como iniciar suas operações no mercado; abrir conta em corretora; isentar-se do IR; avaliar riscos e escolher bons fundos.

Então para acabar – definitivamente – com suas dúvidas quero lhe deixar um convite. Se você deseja aprofundar ainda mais seu conhecimento no assunto, eu descobri um formato muito interessante de operar no mercado e potencializar ganhos.

Tudo isso por meio de um Método Exclusivo e que terei uma enorme satisfação em dividir com você. Deixo então o meu convite e espero que você possa começar a investir em fundos imobiliários o quanto antes. Eu posso lhe garantir – por experiência própria – que vale muito a pena.

Sucesso em seus investimentos em FIIs!

Um grande abraço e até o próximo post!