Moedas estrangeiras: Descubra como investir nelas

Tempo de leitura: 8 minutos

Muitas pessoas pensam em moedas estrangeiras somente quando têm uma viagem marcada para fora do país. Mas essa também pode ser uma interessante forma de investimento e proteção do capital. E não é só ao guardar dólares ou euros em casa. É muito mais do que isso. Olha só:

As aplicações em moedas estrangeiras são excelentes alternativas, principalmente em momentos de alta inflação. Recurso que hoje pode ser usufruído por todos os investidores, sem restrições, como já foi antigamente.

Porém, não basta apenas sair e comprá-las para deixar valorizar. É preciso saber que as moedas estrangeiras também são um ativo da renda variável ou fixa, que podem mudar sua cotação a qualquer momento. Além disso, é essencial entender o comportamento do mercado e tomar alguns cuidados.

Portanto, no post de hoje, descubra se vale a pena investir em moedas estrangeiras, quais as aplicações mais indicadas, conheça os riscos e como funciona a sua rentabilidade.

Boa leitura!

Como funciona o mercado de moedas estrangeiras

O valor das moedas estrangeiras acompanha a inflação do país. Relembre o dólar, que já valeu R$ 1 e até menos! R$ 0,82 era o seu custo em outubro de 1994. Isso aconteceu na época do Plano Real e durou até 1999. O brasileiro fez a festa com os produtos importados!

Hoje, com a inflação do Brasil mais alta do que a dos Estados Unidos, a moeda americana está cotada em R$ 3,28. E quanto maior a inflação, maior a desvalorização do real e sua quantidade para comprar em dólar ou cambiar.

E com o dólar mais caro por aqui, quem investiu na moeda pode vendê-la e ganhar com isso. É assim que existem oportunidades de compra e venda atrativas também para o investidor.  

Agora, se tivermos um cenário de deflação comparado ao país da moeda estrangeira, veremos uma valorização do dinheiro local. Logo, a moeda estrangeira valerá menos no nosso país. Essa é a lógica do mercado e a mesma que se aplica aos ativos da renda variável.

Ao compreender a dinâmica das moedas e o cenário dos países envolvidos, investidores costumam tomar suas posições para atingir bons resultados. Então, que tal conhecermos melhor as diversas maneiras de fazer a aplicação? Confira abaixo:

Principais opções de investimento

moedas estrangeiras 1

Muitas pessoas investem em moedas estrangeiras com fundo de dólar, simplesmente seguem a moeda ou guardam quantias em casa. Se for para ter apenas parte do capital alocado dessas formas pode ser interessante. Assim como para quem tiver pequenos valores iniciais.

Do contrário, recomendo que procure opções da renda variável como o Forex, ações americanas e bonds. Essas são melhores alternativas do que deixar o dinheiro na sua residência sem render nada. E, é claro, sem esquecer de conhecer seu perfil, prioridades e objetivos.

Veja quais são elas:

Papel moeda

Essa é umas formas mais comuns de adquirir moedas estrangeiras e basta ir até uma casa de câmbio certificada para tê-las em espécie. Porém, não é um investimento, pois guardar valores em um cofre não trará lucro.

Mercado de Forex

No Foreign Exchange Market, ou somente Forex, você pode negociar com as mais diversas moedas internacionais. Há a opção de fazer isso de forma automática também. No entanto, é preciso de estratégias para investir.

Ações da bolsa americana

Em dólar, especificamente, já que é umas das moedas estrangeiras mais populares, uma oportunidade interessante é investir em ações da bolsa americana. Os detalhes para você começar estão nesta publicação.

Bonds

Esses são os títulos de renda fixa mais famosos do exterior. E é algo muito parecido com o que acontece na mesma modalidade aqui no Brasil: como credor de um título, você deve receber a quantia de volta, acrescida de juros.

Siga para o próximo tópico e veja…

Outras formas de investir em moedas estrangeiras

  • Fundos cambiais: Os recursos são, em sua maior parte, aplicados em moedas americanas e/ ou europeias.
  • Fundo multimercado: É uma aplicação flexível, como o próprio nome já sugere, e indicada para quem deseja investir em moedas estrangeiras e em outras classes de ativos também.
  • Derivativos: É um formato de investimento onde a rentabilidade deriva do valor de outros ativos. Por exemplo: a moeda estrangeira pode ser o ativo e o derivativo dependerá das cotações do dólar, euro, etc.

Agora saiba…

O que analisar antes de comprar

moedas estrangeiras 2

Esqueça aquelas velhas máximas de apenas comprar na baixa e vender na alta. Isso vale tanto para moedas estrangeiras quanto para outros investimentos. Cada aplicação deve ser avaliada com cautela nos seus detalhes essenciais para se obter um lucro consistente.

Por isso, antes de investir em dólar, euro e outras moedas, considere as prerrogativas de:

  • Acompanhamento: Investir em moedas estrangeiras exige acompanhar em tempo real as cotações. Além  disso, é preciso estudar, bem como, analisar os cenários atuais e futuros dos países.
  • Vantagens: Diversificação da carteira e proteção contra: possíveis mudanças políticas e monetárias, taxas de juros flutuantes, alta inflação, entre outros benefícios.
  • Riscos: As cotações das moedas estrangeiras variam. Então, é impossível saber exatamente o que acontecerá. E um imprevisto pode causar uma grande volatilidade no curto prazo.
  • Cuidados: Primeiramente, conheça o mercado – requisito básico antes de se envolver em qualquer aplicação financeira. Absorva tudo o que puder, busque ajuda especializada e tenha uma estratégia.

Moedas estrangeiras trazem um bom rendimento?

Vimos que é importante acompanhar de perto a movimentação do câmbio e também a inflação dos países em questão para ter êxito. Contudo, para investir em moedas estrangeiras de modo equilibrado e consistente, existem ainda outras recomendações.

Uma delas é aplicar apenas parte do seu capital neste investimento, no que chamamos de alocação de ativos. Essa é uma das estratégias que pode ser adotada por você na construção do seu método.

Com isso, será possível minimizar os riscos e potencializar suas chances de lucrar. Um segundo contraponto é o de escolher moedas fortes para investir. A exemplo do dólar, assim como o euro, a libra esterlina e o franco suíço. Encontre mais informações aqui.

Sendo assim, não é possível garantir resultados. Mas, com boas práticas, os ganhos serão uma consequência. Lembre-se disso! Por fim, é preciso diluir o IR (de tabela regressiva para moedas estrangeiras) e o IOF para chegar ao rendimento real da aplicação. Ok?

Saiba agora:

Para quem é indicado

moedas estrangeiras 4

As moedas estrangeiras, enquanto investimento, são consideradas ativos da renda variável (como observei no início do post). Portanto, se você prima pela segurança, talvez essa não seja a opção mais indicada. Ou, talvez seja melhor repensar…

Pondere que não existe uma aplicação 100% sem riscos. Até a renda fixa carrega consigo a chance de dar errado. A questão é a forma com que se investe. Pois é sim possível unir a curva da rentabilidade e arriscar de maneira controlada nas ordens. E afirmo isso com propriedade.

Essa também não deve ser a única modalidade financeira que você deve escolher. O portfólio diversificado é a maneira mais plausível de inserir as moedas. Outra opção seria a compra em espécie para guardar em casa.

Essa última pode ser interessante para começar – se o seu capital for pequeno – e também mais “segura”. No entanto, faça dessa alternativa um degrau para seguir adiante com investimentos mais avançados e lucrativos (até mesmo além das moedas). 

Porém, antes, avalie seus objetivos para chegar a uma decisão conclusiva e não deixe de conferir o meu convite abaixo:

Descubra mais sobre moedas estrangeiras e outros investimentos!

Se você deseja saber mais sobre moedas estrangeiras e os demais investimentos que vimos na publicação de hoje, gostaria de convidá-lo (a) para assistir a este vídeo.

Nele, compartilho com você um pouco da minha história e como um grande investidor que conheci tem contribuído comigo. E esta contribuição vai muito além da parceria que firmamos…

Essa ajuda me trouxe uma maior expansão do meu conhecimento e me ajudou a engrandecer os meus resultados de uma forma realmente incrível. Tudo isso de modo ainda mais consistente!

Então, se você já é investidor ou deseja começar do zero, não tem importância. O que queremos apresentar é algo muito eficiente e funcional para todos. Assista e surpreenda-se!

Abraços!

Marcello.