O que você não sabia sobre índices mundiais

Tempo de leitura: 2 minutos

indices mundiaisIbovespa, Dow Jones, Nasdaq… Mesmo aqueles que nunca fizeram um investimento na vida, certamente já ouviram falar sobre esses termos. Para quem não sabe, esses são os chamados índices mundiais. À primeira vista, pode parecer difícil de compreender qual é utilidade desses números, contudo, quem pretende começar a investir precisa entender como funcionam e para que servem. Por isso, se você está pensando em começar a operar na bolsa de valores, veja aqui tudo o que você não sabia sobre índices e como eles podem influenciar nas suas decisões!

O que são índices mundiais

A grosso modo, podemos dizer que os índices mundiais funcionam como um termômetro das movimentações na bolsa de valores. Eles são uma média dos preços de determinadas ações, que estão inseridas em um setor, mercado, indústria, país ou economia específica.

Esses índices refletem as variações das ações consideradas como de maior representatividade, de empresas atuantes em certos setores da economia ou até das empresas que se destacam por alguma característica particular. Eles espelham as tendências de alta ou baixa no pregão, comparando-se o índice do dia anterior.

Para que servem os índices mundiais?

Os índices mundiais servem para nortear os investidores, uma vez que as ações tendem a seguir conjuntamente, tanto para a valorização quanto para a desvalorização. Além disso, eles também são usados como referência para se ter uma noção da rentabilidade de fundos e carteiras de ações.

Dessa forma, os índices funcionam como um balizador para avaliar o sucesso futuro de determinadas aplicações.

Índices Mundiais que você precisa conhecer

No mundo todo, existem inúmeros índices mundiais para referenciar o desempenho de diferentes setores e indústrias. Mas, entre os principais, podemos destacar:

Dow Jones – Um dos principais índices do mercado norte-americano. Ele está relacionado ao valor avaliado de ações de grandes indústrias, como a General Motors, IBM, entre outros, que passam pela Bolsa de Nova York.

Nasdaq – Índice com as principais ações do setor de tecnologia nos EUA.

Índice Bovespa – Índice com as ações mais negociadas no Brasil.

Como alavancar operando com índices mundiais

Além de servirem como referência para a compra e venda de ações, consegue-se ainda operar com índices mundiais por meio de contratos por diferença (CFD’s). Eles permitirem negociar por alavancagem, ou seja, só é preciso ter um percentual do valor negociado e, ao operar em CDF de índices mundiais, também é possível ganhar tanto com a alta quanto com a queda.

A lógica é que quando se emite uma ordem de compra e os índices sobem você tem lucro, assim como quando se emite um ordem de venda e os índices caem.

Quer saber mais? Inscreva-se no curso do Investidor de Sucesso e aprofunde seus conhecimentos no mercado de ações!