Conheça o mercado de opções de forma simples e descomplicada

Tempo de leitura: 9 minutos

Você já ouviu falar sobre o mercado de opções, mas não faz a menor ideia do que se trata? Para esclarecer todas as suas dúvidas, preparei o post de hoje. Nele, trago os princípios básicos desse ativo e como utilizá-lo em seus investimentos a partir de agora. Descubra: o que é, como funciona, conceitos, taxas, riscos e muito mais para se tornar um expert no assunto.  Vamos lá?!

Afinal, o que é ‘mercado de opções’?

Opções são derivativos que, por meio contratual, asseguram o direito de comprar ou vender ações, bens, moedas, entre outros, em uma data específica e por um preço predefinido. Ou seja, uma das partes pode fazer a negociação pelo valor estipulado assim que o ativo vencer, enquanto a contraparte deve pagar a quantia prevista ao término do contrato.

Para entender melhor, vamos supor que você é apaixonado por carros antigos e ficou interessado em comprar a Kombi de um amigo seu. Então, para encerrar a venda, faz um acordo com ele de adquirir pela oferta de R$ 15 mil, com pagamento até a data X, e dá R$ 1 mil para garantir o direito de aquisição. Esse trato entre comprador e vendedor é chamado de opção.

Porém, ao chegar o dia de quitar o valor que ficou em aberto, a Volkswagen divulga que a Kombi sairá de linha (como aconteceu em 2014). A partir de então, o veículo torna-se raríssimo e bastante caro – com preços acima dos R$ 70.000,00 -. Mas você ganhará, pois como dono da opção de compra, pagará os mesmos R$ 15 mil previstos no contrato.

E se a Kombi desvalorizasse, você também poderia abdicar dos R$ 1 mil e cancelar a compra para evitar maiores perdas. Assim, as opções de ações permitem a mesma negociação na Bolsa de Valores. São muito utilizadas quando o investidor acredita que ativos de determinada empresa irão valorizar ou buscam se proteger do famoso ‘sobe e desce’ desse mercado.

E como ele funciona?

mercado de opções-como funcionaO mercado de opções possui dois formatos: de compra ou de venda. Entenda-os melhor a seguir:

Opção de compra: adquire-se o direito (e não a obrigação) de comprar, como vimos no exemplo da Kombi. Para isso, um valor de garantia é oferecido ao vendedor. Nesse caso, cabe a ele vender conforme o combinado. No entanto, se a desistência da compra ocorrer, o comprador perde a quantia da ‘reserva’.

Opção de venda: negocia-se o direito (e não a obrigação) de vender de forma similar à opção de compra. O pagamento da garantia aqui deve ser ao futuro comprador. Portanto, este último obriga-se a comprar no ato da decisão de venda, pela quantia acertada; assim como, o vendedor pode declinar da venda com o prejuízo da bonificação já paga.

Dessa forma, os seguintes cenários podem acontecer:

  • Compra de opções de compra
  • Venda de opções de compra
  • Compra de opções de venda
  • Venda de opções de venda

Na Bolsa de Valores, as opções de compra são mais negociadas. Isso porque é possível adquirir a opção de uma ação interessante e que possui indicadores de alta lá na frente. Assim, por um valor menor, você terá o direito de compra de uma ação (a um preço fixo) que poderá trazer lucros daqui um mês, por exemplo.

O nome desse recurso, também muito utilizado em Forex, é alavancagem: quando o investidor aumenta sua posição com o objetivo de conseguir um retorno maior no curto ou médio prazo. As opções permitem essa margem, pois seu custo é relativamente inferior quando comparado aos ganhos. Já os participantes que as utilizam são chamados de hedgers.

Porém, é claro que, ao fechar um novo negócio de opções na Bolsa, existe a possibilidade de ganhar, mas também de perder. Outra possibilidade é a do valor da ação se manter inalterado. Por isso, é muito importante entender sobre o mercado e estar munido de boas estratégias, como sempre reforço aqui no blog. Atente-se a isso e siga em frente preparado para o sucesso!

Então…

Fique por dentro: conceitos e termos básicos

Pronto! Agora você já sabe o que é e como funciona o mercado de opções. Vimos um exemplo prático e como se dá toda a dinâmica de negociação. Feito isso, estamos preparados para entender alguns conceitos e termos básicos (ou os famosos “jargões”) desse derivativo financeiro. Confira e esteja por dentro:

  • ATIVO OBJETO: são as ações, bens ou moedas negociadas no mercado de opções;
  • PRÊMIO: esse é o ‘preço’ da opção, chamado de ‘garantia’ ou ‘bonificação’ nos exemplos utilizados neste post;
  • TITULAR: aquele que adquire uma opção e seus direitos (de comprar ou vender);
  • LANÇADOR: aquele que vende opções e se responsabiliza por assumir seus compromissos;
  • CALL: como as opções de compra são chamadas;
  • PUT: como as opções de venda são chamadas;
  • VENCIMENTO: data em que o direito de comprar ou vender perde a validade;
  • STRIKE: é assim que o preço do ativo objetivo é chamado (ex.: preço da Kombi);
  • TIPO AMERICANA: opção que pode ser exercida em qualquer data;
  • TIPO EUROPEIA: opção que pode ser exercida apenas ao vencer;
  • SÉRIE: opções com o mesmo ativo objeto, vencimento, tipo e strike;
  • PREÇO DE EXERCÍCIO: é a quantia paga (ou recebida) pelo titular ao exercer a opção;
  • VALOR INTRÍNSECO: preço de uma opção na data de vencimento;

Nesse momento, você, com certeza, já entende o mercado de opções com muito mais clareza, não é mesmo? Vejamos, a seguir, outras dúvidas bastante frequentes sobre o tema, como taxas, riscos e recomendações para iniciantes. Tópicos também essenciais para uma melhor compreensão do tema ; ) Olha só…

Saiba quais são as taxas e os riscos

mercado de opções-taxas e riscosO mercado de opções, tal como qualquer outra aplicação em renda variável, possui riscos. Estamos falando de operações futuras e as chances delas darem errado são inerentes a esse processo. Em um cenário, um dos investidores pode cancelar tudo e, em outro, simplesmente não pagar. Caso isso ocorra, o capital investido em opções (ou o prêmio) será totalmente perdido.

Por esse motivo, esteja preparado para atuar com segurança em seus investimentos para sempre correr riscos calculados. Fazer um bom curso de apoio, ler muito e acompanhar publicações periódicas sobre finanças devem ser hábitos rotineiros de um investidor de sucesso. Afinal, aplicar seu dinheiro é um compromisso com você mesmo para uma vida mais próspera.

Outro quesito que exige atenção redobrada são os custos. No mercado de opções haverá os valores de corretagem – cobrados pela instituição escolhida -, além das taxas de custódia e emolumentos da BM&FBovespa. Algumas corretoras de valores isentam os clientes da taxa de custódia e praticam ótimos preços de corretagem, defina a que melhor lhe atende.

Em opções há também a cobrança do Imposto de Renda, cujas porcentagens são de 20% sobre os ganhos em operações day trade, aquelas realizadas no mesmo dia, e de 15% sobre as demais. Não existe nenhuma forma de isenção. Quer saber mais? Então, veja como declarar seus investimentos para o leão e conheça opções isentas nesta publicação.

Mas, será que…

O mercado de opções é interessante para começar?

A prática mais recomendada para utilizar opções não é como uma aplicação financeira em si, mas sim como uma forma de minimizar os riscos de uma carteira de ações já existente. Isto é, como um recurso ou um ‘plus’ para os seus investimentos na Bolsa de Valores. Sendo assim, não é algo para quem está começando… Entenda:

Toda operação alavancada pode trazer grandes lucros e também prejuízos enormes. Com isso, é extremamente necessário estudar o mercado de opções para conhecê-lo e saber utilizá-lo com responsabilidade e visão de lucro. Inicie primeiro pela Bolsa de Valores, aprenda a operar nela com método e eficiência, bem como, a montar uma carteira de ações qualificada.

Depois disso, e de um período de treinamento, busque ajuda de um profissional experiente e descubra a maneira mais segura de usar as opções como um investimento. Não esqueça ainda de sempre analisar com cautela as empresas das quais as ações de seu interesse fazer parte, mesmo que o alvo do seu estudo seja para aplicar em opções, e de respeitar o seu perfil.

Por fim, preparei um bônus especial com diversas dicas extras para lhe ajudar nessa jornada!

Bônus: anote as dicas extras

  • Em qualquer mercado financeiro, inicie sempre pelos estudos, leia muito, faça cursos, mantenha contato com investidores experientes e opere somente quando que estiver preparado;
  • Só compre opções ao ter completa segurança do que está fazendo;
  • Escolha uma boa corretora de valores, analise as taxas que são cobradas e quais são os serviços oferecidos;
  • Comece aos poucos, adquira uma opção e aumente na medida em que ganhar expertise e confiança;
  • Não aplique mais dinheiro do que pode perder;
  • Defina uma estratégia para estar bem posicionado no mercado e ganhar o maior número de vezes possível;
  • Com um bom método em mãos você saberá quais opções escolher, quantidades, preços e vencimentos para melhor investir…

E se você está buscando diretrizes que possam o auxiliar, bem como, quer descobrir os melhores indicadores da Bolsa de Valores eu lhe convido a conhecer o Método Investidor de Sucesso. Eu mesmo o desenvolvi após mais de dez anos de experiência no mercado, pois sentia falta de algo que pudesse me ajudar nesse sentido. Por isso, entendo você!

Então, reforço contigo: venha fazer parte da nossa comunidade de bem sucedidos investidores e trocar experiências sobre as mais eficientes práticas nos investimentos! Me coloco à disposição para contribuir com esse novo caminho, rumo à independência financeira, que deseja construir. Estamos juntos nessa, conte sempre comigo!

Te vejo em breve!

Grande abraço, Marcello.