Como entrar no mercado de ações

Tempo de leitura: 3 minutos

entrar no mercado de açõesPor conta do seu dinamismo e grande fluxo de informações,  o mercado de ações pode parecer arriscado e confuso para quem está começando a investir.  Contudo, a bolsa de valores oferece uma série de vantagens, mesmo para aqueles que ainda estão dando os primeiros passos na área de investimentos.

Para livrar-se do medo e afastar os riscos inerentes de qualquer tipo de aplicação, é preciso estudar, planejar e buscar ajuda de pessoas mais experientes no assunto para amparar as suas decisões. Assim, você terá a segurança necessária para iniciar e estará preparado para fazer com que os seus investimentos sejam assertivos e gerem lucros significativos a longo prazo.  

Se você está pensando em começar a investir na bolsa, veja aqui como entrar no mercado de ações e saiba o que é preciso para ter sucesso nos seus investimentos.

 

Adquira conhecimento

Antes de começar efetivamente a investir em qualquer tipo de ativo financeiro é preciso ter uma metodologia para basear as suas decisões. Pessoas com pouco conhecimento no mercado devem procurar ao máximo os conselhos de especialistas e pessoas com mais experiência. Mantenha-se sempre atualizado, seja por meio de livros, cursos e notícias.

 

Saiba qual é o seu perfil de investidor

É importantíssimo saber qual é o tipo de investimento no mercado de ações que mais combina com o seu perfil e que melhor atenderá às suas necessidades. Mesmo aqueles mais conservadores conseguem encontrar um tipo de aplicação que oferece um bom lucro com um risco menor. Contudo, se você tem ousadia e não tem pressa para conquistar ganhos altos, encontrará ações mais arriscadas, mas com um potencial de rentabilidade muito maior.

Faça uma reflexão sobre quanto está disposto a aplicar, em quanto tempo pretende ter retorno o faça um plano para superar os momentos de queda.

 

Abra uma conta em uma corretora

Tendo em mente todos os passos anteriores, é hora de começar a investir! E, a primeira etapa para isso é escolher uma corretora da bolsa e abrir sua conta.

Esse processo é muito simples e similar ao da abertura de uma conta em banco. Basta preencher e assinar uma ficha cadastral e entregar junto com uma cópia do CPF e RG. Feito isso, você só precisa transferir uma quantia de dinheiro de sua conta corrente para essa conta na corretora.

 

Monte uma carteira de ações

Depois de abrir a sua conta, você já pode escolher as empresas que considera mais interessantes e montar a sua carteira de ações. Estude, conheça e analise as instituições nas quais pretende investir, acompanhando seus relatórios e balanços para te ajudar na hora de fazer a sua escolha

Analise o desempenho delas ao longo dos anos e veja principalmente como elas se comportaram em momentos de crise econômica, já que em tempos de adversidade todas as empresas estão sujeitas a perdas, mas só as que possuem solidez e credibilidade conseguem manter-se firmes e voltar a crescer.

 

Compre ações

Por fim, chegou o momento de comprar as ações que você escolheu. Para isso, você precisa mandar uma ordem de compra pelo Home Broker (plataforma online de aquisição e venda de ações) da sua corretora, com o código do papel, o número de ações e o preço. Assim que um vendedor dessas ações aceitar suas condições, a BM&FBovespa executará a ordem.

Depois, você paga o preço combinado e precisa também pagar com as taxas da corretora e da BM&FBovespa, para logo em seguida as suas ações serem creditadas na sua conta. Pronto, com isso você já será um investidor!

Gostou das dicas? Se quiser saber sobre o mercado de ações, continue acompanhando o meu blog e aproveite para conhecer o curso do Investidor de Sucesso, para ter dicas avançadas de como investir na bolsa de valores!