As 10 dicas para ser bem sucedido investindo na Bolsa

Tempo de leitura: 4 minutos

investindo na bolsa de valores

O mercado de ações é uma das maneiras mais eficazes de obter lucratividade e potencializar o seu capital. Além de oferecer boa rentabilidade em longo prazo e facilidade para negociação, a bolsa de valores também permite que os pequenos investidores, mesmo com uma aplicação inicial baixa, tornem-se sócios de empresas de grande porte, podendo ter ganhos extras com o crescimento do patrimônio e com a partilha dos lucros.

Contudo, investir em ações só trará resultados positivos para as pessoas regradas, respaldadas por um bom planejamento e com conhecimento embasado para fazer a seleção correta das aplicações.  Caso contrário, esse mercado pode representar uma grande armadilha para os mais despreparados e colocar em risco todo o seu capital.

Se você quer entrar no mercado de ações, veja abaixo 10 dicas para ser bem sucedido investindo na bolsa e saiba como alcançar a sua independência financeira em poucos passos:  

 

Tenha um plano definido

Um dos maiores erros de quem vai começar a investir na bolsa de valores, ou em qualquer outro tipo de ativo, é não ter um planejamento minuciosamente elaborado. O seu plano de ações deve abranger o tempo que você disponibilizará mensalmente para se dedicar aos seus investimentos, qual o percentual dos ganhos que pretende reinvestir e qual é a sua meta de lucros.

 

Conheça as maneiras de investir

Existem diferentes maneiras de investir no mercado de ações e entre as principais podemos citar:

  • Compra direta de ações
  • Clubes de investimentos
  • Fundo de investimentos em ações
  • Fundos de índices


Diante dessas opções, vale ressaltar que a compra direta é a alternativa mais vantajosa para quem se prepara para o mercado de ações e busca uma maior rentabilidade, já que permite que os investimentos sejam feitos por conta própria.

 

Escolha uma corretora

Ainda que muitas pessoas prefiram o banco para atuar na bolsa de valores, é possível optar pela contratação de uma corretora. A vantagem é que com esse tipo de empresa você pagará menos taxas e terá como conseguir um resultado melhor.
Para escolher uma boa corretora de valores, avalie quais são os fatores mais importantes para realizar seus investimentos e veja qual é a opção que melhor atenderá às suas necessidades.

Abra sua conta

Depois de escolher a sua corretora, o próximo passo é abrir uma conta. Trata-se de um processo bem simples, parecido com o da abertura de uma conta em banco. Você só precisa preencher uma ficha cadastral, assinar o termo de adesão e contrato de intermediações e enviar uma cópia do seus documentos, de acordo com as exigências da empresa.

 

Conheça os custos

Mesmo sendo mais vantajoso, você precisa ter em mente que a contratação de uma corretora também acarretará na cobrança de taxas, tais como a de corretagem e a de custódia. Por isso, antes de investir, faça as contas para saber se o encargo cobrado vai pesar ou não no seu investimento.


Monte uma boa carteira de ações

Ao comprar ações de empresas lucrativas e bem administradas, independentemente do seu tempo de mercado, é mais fácil estar protegido em tempos de crises e potencializar seus lucros em momentos econômicos favoráveis.


Aprenda tudo sobre as empresas que quer investir

Conheça o histórico e o repertório das empresas que pretende investir. Ainda que sejam instituições novas, se elas apresentarem um curva de crescimento positiva, forem administradas por gestores competentes e atuarem em setores de baixo risco, elas conseguirão manter a estabilidade mesmo em cenários adversos.


Faça a captação inteligente de seus investimentos

Saber exatamente quais são os seus rendimentos e gastos fixos por mês é essencial para determinar o quanto você poderá investir na bolsa. O ideal é reservar até 15% do seu salário, por exemplo, para aplicar em ações e não correr o risco de gastar o seu dinheiro com coisas supérfluas.

Não invista todo o seu dinheiro na bolsa

Ainda que esteja tomando toda as precauções necessárias e seguindo as dicas anteriores, não aplique todo o seu dinheiro em ações. Principalmente para quem está começando agora, o mais sensato é sempre ser mais conservador e aumentar o volume das aplicações gradativamente.


Não compre ou venda ações por impulso

Mesmo que as ações não estejam rendendo como imaginava e você queira vender tudo o quanto antes, jamais aja por impulso. Para se dar bem na bolsa de valores é preciso prudência, paciência e saber pensar a longo prazo. Quem busca por retornos rápidos e se baseia em tendências imediatas, consequentemente, acabará perdendo dinheiro.


Bom, agora que você tem a base para começar a investir na bolsa de valores, já pode ampliar seus conhecimentos com o curso do Investidor de Sucesso e conquistar a sua independência financeira sem sair de casa!